sexta-feira, 13 de maio de 2011

"Porque o nosso amor resiste a tudo e a todos ... e não é nenhum conto de fadas"



Respiro cada vez que penso de como ficamos hoje, agarrados, deitados no sofá a tentar contar os minutos que aguentávamos sem prenunciar uma palavra, apenas a saborear o momento, a inalar o perfume de cada um de nós, a pensar de como tudo era tão sereno quando estamos juntos.
Acreditei que poderia ficar ali para um sempre, de certo que também o imaginas-te, reparei nisso assim que olhei directamente para os teus olhos e sem qualquer palavra a cortar aquele momento entendi que era isso mesmo que tu querias.
Foi intensamente explicito o que, por telepatia, eu fiquei a saber, estávamos tão ligados um ao outro que foi tudo tão, inexplicávelmente, amoroso. Bastou encostar-me ao teu peito, começar a sentir o batimento do teu coração para ver o quão acelerado estava mas ao mesmo tempo o quão apaixonado se mostrou...  Deixamos as palavras para quem as sabe usar sem perder tempo, o que não é o nosso caso, utilizamos apenas gestos carinhosos e bem aplicados em cada fase do nosso dia a dia. Não te quero perder por nada, acredito que a força do destino irá fazer com nada nos aconteça, que tudo cresça dentro da normalidade mas com mais força, um furacão de amor, uma maré de boa sorte.
Uma vontade cresceu, foi aí que começaste a sentir aqueles beijos no peito, eu não te queria deixar ir, queria ficar ali, deixei a minha marca mais uma vez em ti, cada toque suave com os lábios meio húmidos e cheios de força para conquistar cada vez mais esse forte e apaixonado coração dava-me arrepios ... arrepios que mais tarde viriam a manifestar-se em sensações. Acredita meu amor, não tarda o dia de ficarmos assim para sempre chegará, por enquanto limitamo-nos a esperar... amo-te.

5 comentários:

Para a Rosarinho:

Marias há muitas © , All Rights Reserved. BLOG DESIGN BY Sadaf F K.