quinta-feira, 4 de outubro de 2012

Sou como o vento. Leve e Serena. E levo qualquer um comigo, seja bom ou ruim. Mas sobretudo, levo amor. Amor de verdade. É o que tenho para dar, só me falta encontrar quem queira ser amado. E andam por aí tantos corações sem amor, sem calor interior que me dão pena. Porque eu tenho amor para eles, amor que aconchegava cada um e os deixava sonhar à vontade. Sem ousadia e medo de serem magoados. E não é que eu não goste de solitários. Sou compreensível ao ponto de os achar interessantes. O estilo abandonado, deprimido, combalido por extremos, desfeito.. mas certas vezes feliz. Mais feliz que nós que temos tudo dado, facilitado, tudo amado e desejado. Contudo quero ser eu a causa de muitas felicidades e sorrisos. Não sorrisos amarelos. Sorrisos puros, nostálgicos, acompanhados de um belo "adoro-te May, para todo o sempre"... Dá-me oportunidade de te fazer feliz pequena, só desta vez.

12 comentários:

  1. ah sei. já tive um blog onde todos podiam ver quem eu era..

    ResponderEliminar
  2. adorei este texto é lindo e lindo * 8:

    ResponderEliminar
  3. eu tive e pessoas que eu me conheciam liam e não tinha a liberdade que tenho a escrever..

    ResponderEliminar
  4. abocado fugis-te de mim irmã. espero-te de novo

    ResponderEliminar
  5. que bonito! estou certa de que essa pequena te vai deixar fazê-la feliz :)

    ResponderEliminar
  6. eu espero o mesmo querida. muito obrigada.

    ResponderEliminar
  7. espero que fique tão doçe quanto o teu. irmã linda

    ResponderEliminar

Para a Rosarinho:

Marias há muitas © , All Rights Reserved. BLOG DESIGN BY Sadaf F K.