quarta-feira, 30 de novembro de 2011


Todos os dias abro uma lição. Lição essa que me separa de ti. E eu não peço que me ames sempre mas que tenhas sempre a noção que te amo. Não quero conversas sobre o que fiz de mal porque o tempo já é escasso por si só e quando chegamos ao tempo real, já meio dia tem passado e o auge do que te tenho para dizer já não se enquadra ao resto do meio dia que falta. 
E falo sempre devagar. Para não deixar margem para dúvidas, ou erros nas entrelinhas, ou dificuldade nas respostas. Raramente elevo a conversa ao que aconteceu, falo do que acontece e como habitualmente, tenho sempre imensa vontade de falar do que acontecerá. 
Escrevo o sumário. Aquele conjunto de frases que dita o destino. Destino esse que por enquanto não está junto ao teu. Estou longe, longe de ti e sinto-me tão perto. Faz-me confusão e ridiculariza a ideia de amor. 

12 comentários:

  1. já te disse que gosto muito como tens agora o nome do blog? <3

    ResponderEliminar
  2. o amor é o que se sente e caso não seja ridiculo nao é o amor :b sê feliz :)

    ResponderEliminar
  3. aii minha linda, a sério todos os dias venho ao teu blog! posso não responder sempre, porque não respondo a quase ninguém, só aos fins-de-semana quando tenho mais tempo, mas tenho que vir cá. Isto tudo faz-me tão bem, ler as tuas palavras, ouvir a tua musica, é tudo tão perfeito, juro! *-*

    ResponderEliminar

Para a Rosarinho:

Marias há muitas © , All Rights Reserved. BLOG DESIGN BY Sadaf F K.