segunda-feira, 2 de janeiro de 2012


Estou com um ligeira brisa de sono, aquele sono que me enlouquece e me consome, faz-me querer fechar os olhos e relembrar histórias e afins perdidos na memória de um ser pouco forte e sensível. Reviver cada dia sentada à porta da mansão esperando que a saudade saísse à rua para lhe falar é duro e destrói. Destrói cada bocado de papel que consegui rasgar, daquele nosso caderno azul em que escrevemos cartas um ao outro. É matematicamente nulo. Onde anda a salvação nestes dias de sono profundo, escrito em palavras doces mas tão mais trágico do que aparenta? Pobre alma aconchegada, grita outra vez - tenho sono.
Que posso eu fazer, passas o dia todo a amar aquele coração de tinta, entregas cada segredo e cada descoberta ao mesmo. Descansa em paz e não te esqueças de acordar amanhã.

12 comentários:

  1. oh minha linda, espero que tenhas entrado com o pé direito e estejas forte, quente e com vontade... coração de tinta.

    ResponderEliminar
  2. ohh que amor, muito muito obrigada pequenina

    ResponderEliminar
  3. olá . :D
    eu estive a fazer uma história e hoje finalmente terminei-a gostava que a lessem e me dessem a vossa opinião.
    desculpem ter estado um pouco afastada e não ter respondido a quem me mandou comentários, mas tenho andado bastante ocupada.
    Mas obrigada por todo o apoio, por todos os comentários.
    espero que gostem do fim da história, espero por a vossa opinião.
    beijinhos da Maria'Silva :')

    ResponderEliminar
  4. La vida pasa muy rápido.
    buen fin de semana.
    un abrazo.

    ResponderEliminar

Para a Rosarinho:

Marias há muitas © , All Rights Reserved. BLOG DESIGN BY Sadaf F K.