domingo, 7 de abril de 2013

O homem que eu esperei ver a meu lado para sempre fez-me circular amor nas veias. As minhas entranhas estão ressequidas, a minha boca seca, sinto o meu paladar doce. Detonaste em mim o poder do reciproco. Sinto-te em mim de uma forma efémera mas na sua totalidade. E do nada vos peço que fiquei comigo durante um tempo indeterminado, sem razões aparentes, quero-te encostado a mim, flor de uma jarra de vidro azul pálido sem fim. 


5 comentários:

  1. adorei o texto e o blog.
    segui aqui , no twitter e no tumblr! ahah

    ResponderEliminar
  2. está lindo, como sempre nos habituaste! tens uma escrita de invejar, adoro! <3

    ResponderEliminar

Para a Rosarinho:

Marias há muitas © , All Rights Reserved. BLOG DESIGN BY Sadaf F K.